Emprego da contrapropaganda no enfrentamento a mensagem adversas veículadas por grupos criminosos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.56081/2763-9940/revsusp.v1i2.a3

Palavras-chave:

contrapropaganda; análise de propaganda; propaganda adversa.

Resumo

Este estudo analisa a elaboração e veiculação de mensagens adversas por parte de grupos criminosos, com o propósito de afetar a públicos específicos, provocando em seus destinatários comportamentos que viabilizem ou favoreçam a consecução dos objetivos de seus patrocinadores. Constata-se que essas mensagens, que utilizam recursos persuasivos de propaganda, já ocorrem há vários anos. Efetua-se a análise preliminar de duas dessas mensagens, com o objetivo de se identificar as suas principais características. Observa-se que a mensagem mais recente apresenta mais recursos persuasivos que a anterior. Com base em pesquisa bibliográfica, propõe-se que a contrapropaganda seja utilizada para o efetivo enfrentamento de mensagens adversas veiculadas por grupos criminosos. Em conclusão, considera-se que seja necessária a formação de quadros técnicos especializados para o planejamento e a execução de medidas que utilizem a contrapropaganda para o enfrentamento a mensagens adversas veiculadas por grupos criminosos.

Referências

BRASIL. Ministério da Defesa. Manual de campanha: operações psicológicas. 3. ed. [Brasília]: [Ministério da Defesa]. 1999.

BRASIL. Doutrina Nacional de Inteligência de Segurança Pública. Secretaria Nacional de Segurança Pública. Ministério da Justiça. 2014.

LINEBARGER, Paul M. A. Guerra Psicológica. Biblioteca do Exército. Ministério da Guerra. 1962.

PINTO, Maurício Viegas; REIS, Marcus Vinícius. Propaganda e Contrapropaganda: a guerra secreta pela conquista de corações e mentes. Pró-consciência. Brasília. 2022. (no prelo).

Downloads

Publicado

2022-12-05

Como Citar

Viegas Pinto, M. (2022). Emprego da contrapropaganda no enfrentamento a mensagem adversas veículadas por grupos criminosos. Revista Do Sistema Único De Segurança Pública, 1(2). https://doi.org/10.56081/2763-9940/revsusp.v1i2.a3

Edição

Seção

Artigos