A importância estratégica da permanente articulação institucional e política dos militares estaduais perante o poder legislativo e executivo federal, o supremo tribunal federal e os tribunais superiores

Autores

Palavras-chave:

relevância das instituições;, policiais militares;, participação política.

Resumo

A relevância da permanente participação institucional e política das corporações militares
estaduais junto aos Poderes da União guarda direta relação com a sua organização e funcionamento, uma vez que pelo caráter nacional destas instituições e de sua importância
estratégica, inclusive na defesa da soberania do país, o constituinte resguardou à legislação federal normatizar regras gerais de organização, efetivo, material bélico, convocação,
mobilização, bem como direitos e garantias, razão pela qual a defesa e o progresso institucional das corporações militares estaduais e de seus integrantes perpassam necessariamente a relação destas instituições com o Poder Legislativo Federal, com o Poder
Executivo Federal e com o Supremo Tribunal Federal e Tribunais Superiores.

Biografia do Autor

Elias Miler da Silva, Policia Militar de São Paulo

Possui doutorado em Ciências Policiais de Segurança e Ordem Pública pelo Centro de Altos Estudos de Segurança "Cel PM Nelson Freire Terra"(2008). Atualmente é Chefe de Gabinete do Senado Federal. Tem experiência na área de Direito.

Referências

SUPERIOR TRIBUNAL FEDERAL, ADI 1.494-3/DF, p. 118 e 119, Órgão Julgador: Ple- no, Ministro Celso de Mello, Data de Julgamento: 04/04/2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Promulgada em 05 de outubro de 1988.

BRASIL. Código de Processo Penal Militar. Decreto-Lei nº 1.002, de 21 de outubro de

Constituição Federal, 1988.

BRASIL. Lei nº 13.869, de 5 de setembro de 2019. Lei de Abuso de Autoridade.

Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2019/lei/L13869.htm.

Acesso em 23 nov. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.954, de 16 de dezembro de 2019. Lei do Sistema de Proteção

Social dos Militares da União e dos Estados. Disponível em: www.in.gov.br/en/web/

dou/-/lei-n-13.954-de-16-de-dezembro-de-2019-233744070. Acesso em 23 nov.

BRASIL. Decreto nº 9.940, de 24 de julho de 2019. Regulamento para as Polícias

Militares e Corpos de Bombeiros Militares. Disponível em: www.planalto.gov.br/

ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Decreto/D9940.htm. Acesso em 23 nov. 2020.

BRASIL. Lei nº 10.029, de 20 de outubro de 2000. Prestação voluntária de serviços administrativos e de serviços auxiliares de saúde e de defesa civil nas Polícias

Militares e nos Corpos de Bombeiros Militares. Disponível em: www.planalto.gov.br/

ccivil_03/_Ato2019-2022/2019/Decreto/D9940.htm. Acesso em 23 nov. 2020.

BRASIL. Lei nº 13.491, de 13 de outubro de 2017. Altera o Decreto-Lei nº 1.001, de

de outubro de 1969 - Código Penal Militar. Disponível em: http://www.planalto.

gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/l13491.htm. Acesso em 23 nov. 2020.

Downloads

Publicado

2021-08-24

Como Citar

da Silva, E. M. (2021). A importância estratégica da permanente articulação institucional e política dos militares estaduais perante o poder legislativo e executivo federal, o supremo tribunal federal e os tribunais superiores. Revista Do Sistema Único De Segurança Pública, 1(1). Recuperado de http://revistasusp.mj.gov.br/susp/index.php/revistasusp/article/view/13

Edição

Seção

Relatos de experiência