Risco cardiovascular e o papel da aptidão física para o bombeiro militar

Autores

Palavras-chave:

Aptidão Física, Risco Cardiovascular, Bombeiro Militar, Corpo de Bombeiros do DF

Resumo

Neste estudo, abordamos os principais riscos cardiovasculares associados às atividades
laborais de bombeiros, com a apresentação de formas de mensuração dos componentes
de aptidão física relacionados à saúde, que podem servir como ferramenta de screening na
identificação de profissionais com maior propensão a determinadas comorbidades. Inicialmente,
são descritas sucintamente as atividades de bombeiros e a sua sobrecarga cardiovascular
relacionada ao combate a incêndio. Em seguida, são apresentados os fatores de
risco à saúde que têm sido alvo de investigação neste grupo ocupacional. Posteriormente,
enfatizamos a importância da boa aptidão física para minimizar o risco de eventos cardiovasculares
e, por último, discutimos a importância do teste de aptidão física como forma
de avaliação dos componentes de aptidão física. Ademais, são apresentadas evidências
da efetividade da parceria efetivada com a Universidade Pública, bem como da implementação
de políticas públicas de promoção da saúde com vistas à redução dos danos
ocasionados nesta classe trabalhadora que tem como objetivo salvar vidas.

Biografia do Autor

Rosenkranz Naciel Noqueira, Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal

Possui graduação em EDUCAÇÃO FISICA pela ESCOLA DE EDUCAÇÃO FISICA DO EXERCITO (1993), graduação em ENGENHARIA DE INCENDIO - Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal (1990) e Curso de Altos Estudos Políticas e Estratégia pela Escola Superior de Guerra (2013). Mestrado na Universidade de Brasília em Educação Física. Especialização em Administração da Educação pela UnB, Especialização em Fisiologia do Exercício pela UnB. Projetos desenvolvidos - IDEALIZAÇÃO do projeto e execução do Centro de Capacitação Física do CBMDF; - Projeto de Aquisição academias de musculação para o Treinamento Físico no CBMDF; - Idealização e centralização do Teste de Aptidão Física do CBMDF;

Daniel R F Saint-Martin, Universidade de Brasília

Possui graduação em Educação Física pelo Centro Universitário de Brasília - UniCEUB (2012). Pós-graduação em Fisiologia do Exercício Aplicada ao Treinamento Esportivo e a Nutrição Esportiva pelo UniCEUB (2016). Mestre em Educação Física pela Universidade de Brasília - UnB (2018). Doutorando em Educação Física pela Universidade de Brasília - UnB. Membro do Grupo de Estudos em Fisiologia e Epidemiologia do Exercício e da Atividade Física - GEAFS/UnB. Desenvolve pesquisas sobre medidas de atividade física e suas implicações para a saúde. Atua como colaborador do Laboratório de Fisiologia do Exercício da Faculdade de Educação Física da UnB. Membro da Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde e do American College of Sports Medicine - ACSM desde 2019.

Edgard de Melo Keene von Koenig Soares, Universidade de Brasília

Possui graduação em Educação Física pela Universidade de Brasília (2011) e mestrado em Educação Física pela Universidade de Brasília (2016). Atualmente é professor substituto da Universidade de Brasília e aluno de doutorado da Universidade de Brasília. Tem experiência na área de Educação Física, atuando principalmente nos seguintes temas: Fisiologia do Exercício, Estatística Aplicada, Epidemiologia da Atividade Física 

João Paulo Araújo Barbosa, Universidade de Brasília

No âmbito acadêmico, é professor Licenciado em Educação Física, formado pelo Centro de Desenvolvimento Universitário do Centro-Oeste (UNIDESC) e bacharelado pela Universidade Católica de Brasília (UCB), atualmente está cursando o mestrado acadêmico em Educação Física pela Universidade de Brasília. No âmbito profissional, é Supervisor da Escola Classe 215 de Santa Maria, na Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal. 

Kevin Alves Barreto, Universidade de Brasília

Graduando em Educação Física - Bacharelado pela Faculdade de Educação Física - Universidade de Brasília -Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Aptidão física na saúde e no desempenho físico. Membro da Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde. Participante ativo do Grupo de Estudos em Fisiologia e Epidemiologia do Exercício e da Atividade Física na linha de pesquisa - atividade física e aptidão física na saúde e no desempenho físico.

Mayda de Castro Silva, Polícia Civil do Distrito Federal

Agente de Polícia Classe Especial da Polícia Civil do Distrito Federal. Graduada em Educação Física/ ESEFEGO - ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE GOIÁS Pós-graduada - Especialista em Educação Física Adaptda/ ESEFEGO - ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE GOIÁS Mestranda em Educação Física/ UnB - Universidade de Brasília

Leonardo Correa Segedi, Universidade de Brasília

Licenciado e bacharel em Educação Física pelo Centro Universitário de Brasília; Mestre em Educação física pela Universidade de Brasília; Trabalha no Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal na área fim e colaborando com a participação no treinamento físico da instituição.Trabalhou com treinamento resistido e modalidades ginásticas na Academia Body Work; Participou de projeto de extensão, Programa de Iniciação Científica em 2009 a 2010 e 2010 a 2011. Possui interesse em trabalhos na área de aspectos biológicos relacionados ao desempenho e a saúde e qualidade de vida

Carlos Janssen Gomes da Cruz, Universidade de Brasília

Possui Graduação em Educação Física (bacharelado e licenciatura) pelo Centro Universitário Euro Americano (2012), especialização em Fisiologia do exercício (Universidade Gama Filho-2013), Mestrado em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (2015) e atualmente é estudante de doutorado do Programa de Pós-graduação em Educação Física da Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília. Ministra aulas de Fisiologia Humana Básica e Fisiologia do Exercício no núcleo básico da saúde do Centro Universitário Euro Americano-UNIEURO. Tem experiência em avaliação funcional e prescrição de exercícios para grupos de risco. Atualmente é coordenador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Função Autonômica Cardíaca (GEFAC-UNIEURO) e colaborador do Grupo de Estudos em Fisiologia e Epidemiologia do Exercício e da Atividade Física (GEAFS-UnB). 

Giliard Lago Garcia, Universidade de Brasília

Professor Bacharel em Educação Física formado pelo Centro Universitário Euro-Americana UNIEURO (2011), e especialização em Musculação e Treinamento de Força (2013), Mestre em Educação Física (2016) e Doutorando em Educação Física pela Faculdade de Educação Física (FEF) da Universidade de Brasília-UnB. Participo do Grupo de estudos em fisiologia e epidemiologia do exercício e da atividade física (GEAFS) coordenado pelos professores Dr. Guilherme Eckhardt Molina, Dr. Luiz Guilherme Grossi Porto e Dra. Keila Elizabeth Fontana, do Laboratório de Fisiologia do Exercício da FEF-UnB e do Laboratório Cardiovascular da Faculdade de Medicina-Unb. Atuo no projeto de avaliação da função autonômica cardíaca em diversas condições clínico-funcionais coordenado pelo Professor Dr. Guilherme Eckhardt Molina, Professor de orientação de prática do curso de Educação Física do UniCeub, Professor da pós-graduação Faculdade Laboro e professor na Academia UNIQUE Fitness Editora LTDA. Tenho experiência na área de Fisiologia Cardiovascular, Fisiologia do Exercício e Fisiologia Clínica do Exercício.

Welere Gomes Barbosa, Universidade de Brasília

Bacharel em SEGURANÇA PÚBLICA pela Universidade do Tocantins, Licenciada em EDUCAÇÃO FÍSICA pela Universidade de Brasília - UnB e Bacharel em DIREITO pela Universidade Cidade de São Paulo. Especialista em DOCÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR pela Universidade do Tocantins, em CIÊNCIAS POLÍTICAS E ESTRATÉGIA BRASILEIRA pela Universidade Federal do Tocantins - UFT e em CIÊNCIAS JURÍDICAS pela Universidade Cruzeiro do Sul. Possui MESTRADO em CIÊNCIAS POLICIAIS DE SEGURANÇA E ORDEM PÚBLICA pelo Centro de Altos Estudos de Segurança da PMESP e MESTRADO em EDUCAÇÃO FÍSICA pela Universidade de Brasília - UnB. Atualmente cursa DOUTORADO em EDUCAÇÃO FÍSICA na Universidade de Brasília - UnB.

Guilherme Eckhardt Molina, Universidade de Brasília

Doutor em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília (UnB) - 2013; Mestre em Ciências da Saúde pela Faculdade de Ciências da Saúde - UnB (2006); Especialista em Fisiologia do Exercício pela Faculdade de Educação Física - UnB (2001) e Graduação em Educação Física (Bacharelado e Licenciatura) pela Universidade Gama Filho (2000). Atualmente é professor adjunto II da Faculdade de Educação Física da UnB. No contexto da PESQUISA, é orientador permanente do Programa de Pós-graduação em Educação Física (Área 21) e um dos líderes do Grupo de Pesquisa (CNPq) em Fisiologia e Epidemiologia do Exercício e da Atividade Física e pesquisador do Grupo de Pesquisa em Cardiologia Clínica e Experimental, ambos UnB. Atuou co-orientando nos programas de Pós-graduação em Ciências Médicas e Ciências da Saúde - UnB. É coordenador do Laboratório de Fisiologia do Exercício da Faculdade de Educação Física e atuou como pesquisador do Laboratório Cardiovascular da Faculdade de Medicina-UnB (2008 - 2018). Tem experiência na área da Fisiologia Humana com ênfase em Fisiologia do Esforço e do Exercício com o enfoque cardiovascular e metabólico. A sua linha de pesquisa relaciona-se com o controle autonômico do coração nas condições de repouso- esforço e recuperação após o esforço, com a avaliação cardiopulmonar (Ergoespirométrica) e com o metabolismo humano em indivíduos com diversas condições clínicas e funcionais. Atua como revisor científico de periódicos nacionais e internacionais. É Membro da American Autonomic Society - AAS e do American College of Sports Medicine - ACSM desde 2016. 

Luiz Guilherme Grossi Porto, Universidade de Brasília

Possui Graduação em Educação Física (1994), mestrado em Ciências da Saúde (1999) e doutorado em Ciências Médica (2007) pela Universidade de Brasília. Atua como Professor da Faculdade de Educação Física da Universidade de Brasília (UnB) desde fevereiro de 2013. Realizou Pós-doutorado na Harvard University (Harvard T.H. Chan School of Public Health) entre 2015-2016, onde atuou como Visiting Scientist até 2019 no Environmental & Occupational Medicine & Epidemiology Program, onde segue atuando como "Colaborator". Desenvolve pesquisas sobre risco cardiovascular em bombeiros e policiais, com foco na aptidão física, atividade física e na função autonômica cardíaca. Atuou como colaborador do Laboratório Cardiovascular da Faculdade de Medicina da UnB entre 1997 e 2018. É membro efetivo do Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Faculdade de Educação Física da UnB. Tem experiência na área de atividade física e saúde, com ênfase em fisiologia cardiovascular aplicada e epidemiologia da atividade física, atuando principalmente nos seguintes temas: condicionamento físico, atividade física aeróbica, hipertensão arterial, qualidade de vida, promoção da atividade física para comunidade e estudos da função autonômica cardíaca, saúde do trabalhador e em diferentes aspectos clínico-epidemiológicos da relação atividade física e saúde. Foi criador e coordenador do Programa Agita TST entre 2004 e 2013. É Membro Honorário do CELAFISCS (2016) e assessor científico do Programa Agita São Paulo desde 2009. Atua como revisor de periódicos nacionais e internacionais. Membro da Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde e do American College of Sports Medicine - ACSM desde 2009. Atualmente atuo também como membro eleito da Diretoria da Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde, gestão 2020-21.

Referências

Referências

ACSM. ACSM’s exercise testing and prescription. 1st ed. Philadelphia: Wolters Kluwer.

ANDERSEN, J. L. et al. Resistance training and insulin action in humans: effects of-

-de-training. The Journal of physiology, v. 551, n. 3, p. 1049–1058, 2003.

AZIZ, M. et al. Association of subjective and objective sleep duration as well as sleep

quality with non-invasive markers of sub-clinical cardiovascular disease (CVD): a

systematic review. Journal of atherosclerosis and thrombosis, v. 24, n. 3, p. 208–226,

BAIN, C. Commentary: What’s past is prologue. International Journal of Epidemiology, v. 35, n. 1, p. 16–17, 2006.

Rosenkranz Maciel Nogueira; Daniel R F Saint-Martin; Edgard de Melo Keene von Koenig Soares; João Paulo

Araújo Barbosa; Kevin Alves Barreto; Mayda de Castro Silva; Leonardo Correa Segedi; Carlos Janssen Gomes da

Cruz; Giliard Lago Garcia; Welere Gomes Barbosa; Guilherme Eckhardt Molina; Luiz Guilherme Grossi Porto

ISSN 2675-8482

BARGER, L. K. et al. Common Sleep Disorders Increase Risk of Motor Vehicle Crashes

and Adverse Health Outcomes in Firefighters. Journal of Clinical Sleep Medicine,

BARGER, L. K. et al. Neurobehavioral, health, and safety consequences associated

with shift work in safety-sensitive professions. Current neurology and neuroscience

reports, v. 9, n. 2, p. 155–164, 2009.

BAUR, D. M. et al. Low fitness is associated with exercise abnormalities among

asymptomatic firefighters. Occupational Medicine, v. 62, n. 7, p. 566–569, 2012.

BILLMAN, G. E. Aerobic exercise conditioning: a nonpharmacological antiarrhythmic

intervention. Journal of applied physiology, v. 92, n. 2, p. 446–454, 2002.

BLAIR, S. N. et al. Influences of cardiorespiratory fitness and other precursors on

cardiovascular disease and all-cause mortality in men and women. Jama, v. 276, n. 3,

p. 205–210, 1996.

BORST, C.; WIELING, W.; VAN BREDERODE, J. F. M. Testing for autonomic neuropathy.

The Lancet, 10, 1981.

BUYSSE, D. J. Sleep health: can we define it? Does it matter? Sleep, v. 37, n. 1, p.

–17, 2014.

CAMM, A. J. et al. Heart rate variability: standards of measurement, physiological

interpretation and clinical use. Task Force of the European Society of Cardiology and

the North American Society of Pacing and Electrophysiology. 1996.

CASPERSEN, C. J.; POWELL, K. E.; CHRISTENSON, G. M. Physical activity, exercise, and

physical fitness: definitions and distinctions for health-related research. Public Heal- th Reports, v. 100, n. 2, p. 126–131, 1985.

CHARLES, L. E. et al. Separate and joint associations of shift work and sleep quality

with lipids. Safety and health at work, v. 7, n. 2, p. 111–119, 2016.

COLE, C. R. et al. Heart-rate recovery immediately after exercise as a predictor of

mortality. New England journal of medicine, v. 341, n. 18, p. 1351–1357, 1999.

COOTE, J. H. Recovery of heart rate following intense dynamic exercise. Experimental

physiology, v. 95, n. 3, p. 431–440, 2010.

EXÉRCITO BRASILEIRO. Manual de treinamento físico militar - C 20-20. Rio de Janeiro: v. 03, 2002. Disponível em: http://www.esao.eb.mil.br/images/Arquivos/CMB/

publicacoes/manual_de_campanha_treinamento_fisico_militar.pdf. Acesso em: 23

nov. 2020.

EWING, D. J.; CAMPBELL, I. W.; MURRAY, A.; NEILSON, J. M.; CLARKE, B. F. “Immediate

Heart-Rate Response to Standing: Simple Test for Autonomic Neuropathy in Diabetes.” BMJ, v. 1, n. 6106, p. 145–47, 1978.

FAHY, R. F.; PETRILLO, J. T.; MOLIS, J. L. Firefighter Fatalities in the US - 2019. 2020.

FERNANDES-JUNIOR; ARAÚJO, S.; RUIZ, F. S.; ANTONIETTI, L. S.; TUFIK, S.; MELLO,

M. T. Sleep, Fatigue and Quality of Life: A Comparative Analysis among Night Shift

Risco cardiovascular e o papel da aptidão física para o bombeiro militar

ISSN 2675-8482 ISSN 2675-8482

Workers with and without Children. PloS One, v. 11, n. 7, 2016.

FERNHALL, B. et al. Acute effects of firefighting on cardiac performance. European

Journal of Applied Physiology, v. 112, n. 2, p. 735–741, 2012.

FORD, E. S.; CUNNINGHAM, T. J.; CROFT, J. B. Trends in self-reported sleep duration

among US adults from 1985 to 2012. Sleep, v. 38, n. 5, p. 829–832, 2015.

FRANCIOSI, S. et al. The role of the autonomic nervous system in arrhythmias and

sudden cardiac death. Autonomic Neuroscience, v. 205, p. 1–11, 2017.

GRANT, C. C. NFPA History. 2020. Disponível em: www.nfpa.org/About-NFPA/NFPA-overview/History-of-NFPA. Acesso em: 23 nov. 2020.

GUEDES, D. P.; GUEDES, J. E. R. P. Atividade física, aptidão física e saúde. Revista

Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 1, n. 1, p. 18–35, 1995.

GUREVICH, K. G. et al. Obesity prevalence and accuracy of BMI-defined obesity in

Russian firefighters. Occupational Medicine, v. 67, n. 1, p. 61–63, 2017.

HEIL, D. P. Estimating energy expenditure in wildland fire fighters using a physical

activity monitor. Applied Ergonomics, v. 33, n. 5, p. 405–413, 2002.

HU, FRANK. Obesity epidemiology. Oxford University Pressed. 2008.

ITANI, O. et al. Short sleep duration and health outcomes: a systematic review, meta-

-analysis, and meta-regression. Sleep medicine, v. 32, p. 246–256, 2017.

JACKSON, A. S. et al. Prediction of functional aerobic capacity without exercise tes- ting: Medicine & Science in Sports & Exercise, v. 22, n. 6, p. 863, 1990.

JAMES, S. M. et al. Shift work: disrupted circadian rhythms and sleep implications for

health and well-being. Current sleep medicine reports, v. 3, n. 2, p. 104–112, 2017.

JOUVEN, X. et al. Heart-rate profile during exercise as a predictor of sudden death.

New England Journal of Medicine, v. 352, n. 19, p. 1951–1958, 2005.

KALES, S. N. et al. Emergency duties and deaths from heart disease among firefighters in the United States. New England Journal of Medicine, v. 356, n. 12, p. 1207–

, 2007.

KALES, S. N.; SMITH, D. L. Firefighting and the Heart: Implications for Prevention.

Circulation, v. 135, n. 14, p. 1296–1299, 2017.

KAPPUS, R. M. et al. Obesity and Overweight Associated With Increased Carotid Dia- meter and Decreased Arterial Function in Young Otherwise Healthy Men. American

Journal of Hypertension, v. 27, n. 4, p. 628–634, 2014.

KARASON, K. et al. Heart rate variability in obesity and the effect of weight loss. Am.

Journal of Cardiol., v. 83, n. 8, p. 1242-1247, 1999.

KIM, Y. et al. Independent and joint associations of grip strength and adiposity with

all-cause and cardiovascular disease mortality in 403,199 adults: the UK Biobank

study. The American journal of clinical nutrition, v. 106, n. 3, p. 773–782, 2017.

Rosenkranz Maciel Nogueira; Daniel R F Saint-Martin; Edgard de Melo Keene von Koenig Soares; João Paulo

Araújo Barbosa; Kevin Alves Barreto; Mayda de Castro Silva; Leonardo Correa Segedi; Carlos Janssen Gomes da

Cruz; Giliard Lago Garcia; Welere Gomes Barbosa; Guilherme Eckhardt Molina; Luiz Guilherme Grossi Porto

ISSN 2675-8482

KUEHL, K. S. et al. Economic benefit of the PHLAME wellness programme on firefighter injury. Occupational Medicine, v. 63, n. 3, p. 203–209, 2013.

LIAO, Li-Mei; AL-ZAITI, S. S.; CAREY, M. G. Depression and heart rate variability in

firefighters. SAGE open medicine, v. 2, p. 1-4, 2014. Disponível em: https://journals.

sagepub.com/doi/full/10.1177/2050312114545530. Acesso em: 23 nov. 2020.

LUYSTER, F. S. et al. Sleep: a health imperative. Sleep, v. 35, n. 6, p. 727–734, 2012.

Disponível em: www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3353049/. Acesso em: 23

nov. 2020.

MANCINI, M. C. Tratado de obesidade. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2015.

MBANU, I. et al. Seasonality and coronary heart disease deaths in United States firefighters. Chronobiology International, v. 24, n. 4, p. 715–726, 2007.

McCRORY, C.; BERKMAN, L. F.; NOLAN, H.; O’LEARY, N.; FOLEY, M. and KENNY, R. A.

Speed of Heart Rate Recovery in Response to Orthostatic Challenge. Circulation

Research, v. 119, n. 5, p. 666–675, 2016.

MOLINA, G. E.; FONTANA, K. E.; PORTO, L. G. G. and JUNQUEIRA, L. F. Post-Exercise

Heart-Rate Recovery Correlates to Resting Heart-Rate Variability in Healthy Men.

Clinical Autonomic Research, v. 26, n. 6, p. 415–21, 2016.

MORRIS, C. J. et al. Circadian misalignment increases cardiovascular disease risk

factors in humans. Proceedings of the National Academy of Sciences, v. 113, n. 10, p.

E1402–E1411, 2016.

MUNIR, F.; CLEMES, C.; HOUDMONT, J. and RANDALL, R. Overweight and Obesity in

UK Firefighters. Occupational Medicine, v. 62, n. 5, p. 362–65, 2012.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para

um estilo de vida ativo. 7. ed. Florianópolis: Ed. do Autor, 2017.

NIMH. National Institute of Mental Health. Arousal and regulatory systems:

workshop proceedings. 2013. Disponível em: www.nimh.nih.gov/research/research-funded-by-nimh/rdoc/arousal-and-regulatory-systems-workshop-proceedings.

shtml. Acesso em 23 nov. 2020.

NFPA. NFPA 1582, Standard on Comprehensive Occupational Medical Program for

Fire Departments. Quincy: National Fire Protection Association, 2007. National Fire

Protection Association, 2007.

NOGUEIRA, R. M.; Porto, L. G. G. Avaliação da função autonômica cardíaca e da

sobrecarga cardiovascular de bombeiros militares durante turno de serviço operacional. Dissertação (mestrado em Educação Física). 92 f., il. Brasília: Universidade de

Brasília, 2016.

PARK, D.; JEON, J. Y. The Prognostic Value of Resting Heart Rate for Health Status.

Exercise Science, v. 29, n. 1, p. 24–33, 2020.

PORTO, L. G. G. et al. Agreement between BMI and body fat obesity definitions in a

physically active population. Archives of Endocrinology and Metabolism, v. 60, n. 6, p.

–525, 2016.

Risco cardiovascular e o papel da aptidão física para o bombeiro militar

ISSN 2675-8482 ISSN 2675-8482

PORTO, L. G. G. et al. Firefighters’ basal cardiac autonomic function and its associations with cardiorespiratory fitness. Work, v. 62, n. 3, p. 485–495, 2019.

PORTO, L. G. G. et al. Bombeiro militar e saúde: práticas e desafios – uma perspectiva

do grupo de estudos em fisiologia e epidemiologia do exercício e da atividade física

(GEAFS). Revista FLAMMAE, v. 6, n. 16, p. 7–38, 2020.

POSTON, W. S. C. et al. The prevalence of overweight, obesity, and substandard fitness

in a population-based firefighter cohort. Journal of Occupational and Environmental

Medicine, v. 53, n. 3, p. 266–273, 2011.

RUIZ, J. R. et al. Association between muscular strength and mortality in men: prospective cohort study. Bmj, v. 337, p. a439, 2008. Disponível em: www.ncbi.nlm.nih.

gov/pmc/articles/PMC2453303/. Acesso em 23 nov. 2020.

SANTOS, L. P. A expectativa de sobrevida do Bombeiro Militar do DF e a Reforma dos

Regimes de Previdência Pública Brasileira. Brasília: CBMDF, 2011. Disponível em:

https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/33870/1/2018_DanielRodriguesFerreiraSaintMartin.pdf/. Acesso em 23 nov. 2020.

SASAKI, H. et al. Grip Strength Predicts Cause-Specific Mortality in Middle-Aged and

Elderly Persons. The American Journal of Medicine, v. 120, n. 4, p. 337–342, 2007.

SCHROEDER, E. B. et al. Hypertension, blood pressure, and heart rate variability: the

Atherosclerosis Risk in Communities (ARIC) study. Hypertension, v. 42, n. 6, p. 1106–

, 2003.

SHAH, S. A. et al. Relation of short-term heart rate variability to incident heart failure

(from the Multi-Ethnic Study of Atherosclerosis). The American journal of cardiology,

v. 112, n. 4, p. 533–540, 2013.

SHEAFF, A. K. et al. Physiological determinants of the candidate physical ability

test in firefighters. The Journal of Strength & Conditioning Research, v. 24, n. 11, p.

–3122, 2010.

SILVA e OLIVEIRA, J. et al. Heart rate variability based on risk stratification for type 2

diabetes mellitus. Einstein São Paulo: v. 15, n. 2, p. 141–147, 2017.

SMITH, D. L. et al. Physiological, psychophysical and psychological responses of

firefighters to firefighting training drills. Aviat. Space Environ. Med., v. 67, n. 11, p.

-1068, 1996.

SMITH; MANNING, T. S.; PETRUZZELLO, S. J. Effect of strenuous live-fire drills on

cardiovascular and psychological responses of recruit firefighters. Ergonomics, v. 44,

n. 3, p. 244–254, 2001.

SMITH, D. L.; BARR, D. A.; KALES, S. N. Extreme sacrifice: sudden cardiac death in the

US Fire Service. Extreme Physiology & Medicine, v. 2, n. 1, p. 1, 2013.

SMITH, D. L. et al. Cardiovascular strain of firefighting and the risk of sudden cardiac

events. Exercise and Sport Sciences Reviews, v. 44, n. 3, p. 90–97, 2016.

SOTERIADES, E. S. et al. Cardiovascular disease in US firefighters: a systematic review.

Cardiology in Review, v. 19, n. 4, p. 202–215, 2011.

Rosenkranz Maciel Nogueira; Daniel R F Saint-Martin; Edgard de Melo Keene von Koenig Soares; João Paulo

Araújo Barbosa; Kevin Alves Barreto; Mayda de Castro Silva; Leonardo Correa Segedi; Carlos Janssen Gomes da

Cruz; Giliard Lago Garcia; Welere Gomes Barbosa; Guilherme Eckhardt Molina; Luiz Guilherme Grossi Porto

ISSN 2675-8482

SOUZA, F. Como funciona o corpo de bombeiros. How stuff works. 2014. Disponível

em: https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/33837/1/2018_LeonardoCorr%-

C3%AAaSegedi.pdf. Acesso em 23 nov. 2020.

THAYER, J. F.; LANE, R. D. The role of vagal function in the risk for cardiovascular

disease and mortality. Biological psychology, v. 74, n. 2, p. 224–242, 2007.

TIMPKA, S. et al. Muscle strength in adolescent men and risk of cardiovascular disease events and mortality in middle age: a prospective cohort study. BMC medicine, v.

, n. 1, p. 62, 2014.

URIEL, N. et al. Adrenergic activation, fuel substrate availability, and insulin resistance in patients with congestive heart failure. JACC: Heart Failure, v. 1, n. 4, p.

–337, 2013.

VON H, E. D.; RASMUSSEN, A. K. R.; Medbø, J. I. Physiological Responses of Firefighters and Performance Predictors during a Simulated Rescue of Hospital Patients.

Ergonomics, v. 49, n. 2, p. 111–126, 2006.

WILKINSON, A. F. et al. Physiologic strain of SCBA confidence course training compared to circuit training and live-fire training. Applied Ergonomics, v. 82, p. 102966,

WILSON, P. W. F. et al. Overweight and Obesity as Determinants of Cardiovascular

Risk: The Framingham Experience. Archives of Internal Medicine, v. 162, n. 16, p.

, 2002.

YANG, J. et al. Association Between Push-up Exercise Capacity and Future Cardiovascular Events Among Active Adult Men. JAMA Network Open, v. 2, n. 2, p. 1-11, 2019.

ZHANG, D.; WANG, W.; LI, F. Association between resting heart rate and coronary ar- tery disease, stroke, sudden death and noncardiovascular diseases: a meta-analysis.

Cmaj, v. 188, n. 15, p. E384–E392, 2016.

Downloads

Publicado

2021-08-24 — Atualizado em 2021-08-30

Versões

Como Citar

Maciel Nogueira, R., Ferreira Saint Martin, D. R., Keene Von Koenig Soares, E. de M., Araujo Barbosa, J. P., Barreto, K. A., Silva, M. de C., Segedi, L. C., Gomes da Cruz, C. J., Giliard Lago, G. L., Barbosa, W. G., Molina, G. E., & Grossi Porto, . L. G. G. P. (2021). Risco cardiovascular e o papel da aptidão física para o bombeiro militar. Revista Do Sistema Único De Segurança Pública, 1(1). Recuperado de http://revistasusp.mj.gov.br/susp/index.php/revistasusp/article/view/7 (Original work published 24º de agosto de 2021)

Edição

Seção

Artigos